Rota de cervejaria artesanal no Canadá
Península de Gaspesie – QC



 

Fizemos nossa road trip pela Gaspesie, ou o Tour dex bèire no feriado da Páscoa de 2017. O roteiro tem doze micro cervejarias artesanais em 10 cidades e uma, em uma ilha (Îles de la Maddalena). 

A volta toda da península são mais 1000 km, porém desde a saída e a volta à Montreal (cidade base), foram perto de 2000 km rodados.

Nesse trajeto visitamos 9 cervejarias artesanais, pois uma estava fechada para ampliação, a Frontibus, e a Le Bien Le Malt não coincidiu o horário e rota, estava fechada as duas vezes que tentamos visitá-la, na ida e na volta.

Não visitamos também a L’Abri De La Tempête, a cervejaria da Ilha de Madalena.

Todas as cervejarias das península vendem todas as concorrentes, o que lhe da a chance de experimentar todas sem ter que visitá-las, mas nós não nos contentamos apenas com o sabor, queríamos conhecer uma por uma.

E assim foi:

Roteiro de cerveja artesanal no Canadá

rota-da-cerveja-artesanal-canada
Rota da Cerveja no Canadá – Península de Gaspesie – Quebec

 

→ 1ª etapa

#1 – Tête d’Allumette

A primeira cervejaria artesanal que visitamos foi a Tête d’Allumette. Ela fica localiza na zona rural da cidade de Saint-André, a duas horas ao norte de Quebec City.

Tête d’Allumete é uma micro cervejaria de frente para o rio Saint Laurent. Ela possui um bar com caracteristicas bem rústicas de frente para um incrível por do sol.

No total são oito tipos de cervejas local vendidadas na torneira. Uma característica forte da cervejaria é que eles usam lenha no processo de brassagem, por isso a logo é um palito de fósforo.

Cervejas degustadas:
cervejaria-tete-d-allumette-rota-da-cerveja-canada
Cervejaria Tete D’Allumette – crédito: Lucas CN
cervejas-tete-d-allumette-quebec
Tette D’Alumette – crédito: Lucas CN
Lenha usada na brasagem – crédito: Lucas CN

 

#2 Aux Fous Brassant

Depois de um belo por do sol e deliciosas cervejas (todas aprovadas), partimos para nos hospedar na cidade de Rivière-du-Loup, apenas a 25 minutos da primeira cervejaria. Nos hospedamos no quartos privativos do Hi Hostel Rivière-du-Loup.

Fora o ótimo preço, ficava apenas 5 minutos da segunda cervejaria, a Aux Fous Brassant. Nesse caso, bebemos um pouco mais que apenas degustar, já que não precisávamos mais pegar o carro.

Foi uma das que menos gostamos no geral, embora eles tenham mais de 12 tipos de cervejas.

Cervejas degustadas:
cervejaria-aux-fous-brassant-rota-da-cerveja-canada
Cervejaria Aux Fous Brassant
cervejas-aux-fous-brassant-quebec
Aux Fous Brassant – crédito: Lucas CN

#3 La Fabrique

Na manhã seguinte saímos em busca de novos sabores. A cervejaria artesanal da vez seria a Le Bien Le Malt, mas ela só abria às 14 horas, e nossa ideia seria parar para o almoço em torno das 11 da manhã e fazer algumas degustações. Não conseguímos pelo horário e seguimos estrada.

Duas horas e quize minutos depois encostamos para almoçar e claro, degustar. O local foi a cervejaria e pUB La Fabrique na cidade de Matane. O pub é pequeno, mas da para imaginar que deve ser um grande ponto de encontro na pequena cidade de Matane.

O pub possui um bom cardápio de comida e melhor ainda de cervejas, são18 tipos no total. Acompanhado de um bom hamburger e degustamos um combo com 8 cervejas.

O que ficou marcado foi o cheiro forte da brassagem por todo o bar, pois a cerveja é feita quase que no mesmo ambiente.

Cervejas degustadas:
  • Combo degustação La Fabrique
cervejas-la-fabrique-quebec
Degustação La Fabrique- crédito: Lucas CN
cervejaria-la-fabrique-rota-da-cerveja-canada
Cervejaria La Fabrique – crédito: Lucas CN

 

#4 La Malboard

Não muito longe de Matane, uma hora para o norte para ser exato, fizemos nossa parada para o café da tarde na cervejaria artesanal Le Malboard. ”Café” que veio em forma de cerveja e ”bolo” que veio em forma de mexilhões. 😛

Localizada de frente para o rio Saint Laurent, onde o mesmo já encontra com o mar aberto, com isso frutos do mar é o que não falta. No dia que passamos ainda, estava tendo festival de mexilhões. Água na boca!

Mas como estava no meio da tarde, e ainda tínhamos estrada pela frente, degustamos dois tipos de cervejas apenas, mas a visita na cervejaria valeu a pena.

Uma atmosfera excelente de frente para o rio com um Dj tirando sons a partir de um vinil,  ótima comida e ótima cerveja.

Cervejas degustadas:
cervejaria-le-malboard-rota-da-cerveja-canada
Cervejaria Le Malboard – crédito: Lucas CN
cervejaria-le-malboard-rota-da-cerveja-quebec
Pub Le Malboard – crédito: Lucas CN
cervejas-le-malboard-quebec
Mechilhões, Le Malboard- crédito: Lucas CN

 → 2ª etapa

No mesmo dia ainda, seguimos para nosso ponto de descanso, a cidade de Gaspé, o ponto mais norte da rota.

A cidade conta com uma ótima cervejaria artesanal também, porém, como falado lá no começo, ela estava em expansão e estava temporariamente fechada, a cervejaria Frontibus.

Nada nos impediu de saborear as cervejas artesanais locais, fomos até um pub Brise Brise na isolada cidade e apreciamos boas cervejas ao som de um rock and roll ao vivo. O pub fica muito próximo da pousada que escolhemos para nos hospedar.

A pousada Sour les Arbres é puro charme. Com uma decoração antiga mas com muito luxo. A Pousada na verdade não foi das mais baratas, mas foi sem dúvida a melhor noite de todas.

No dia seguinte, depois de um café da manhã incrível na pousada (ainda mais se tratando de América do Norte), seguimos rumo a fotogênica cidade de Roche Percé, além de uma beleza natural nórdica, a cidade conta com duas excelentes cervejarias.

A nossa primeira parada do dia foi para admirar a massiva rocha que dá o nome a cidade. Ela fica de frente as falésias e na maré baixa é possível caminhar até a sua base. Cuidado ficar preso com a maré alta, pois a água é muito gelada para voltar nadando.

Vale saber

É perigoso ficar na base da rocha, pois são muitas pedras que se desprende da rocha

 

#5 Auval

Em Perce, a primeira cervejeira visitada foi a Auval, considerada a melhor cervejaria artesanal do país pelo site Rate Beer.

É de fato uma micro cervejaria, não possui nenhum bar ou pub no local. A nossa sorte foi que um funcionário nos recebeu e nos mostrou ”todo” o processo no qual eles fazem as cervejas. Foi uma visita muito agradavel e no fim ganhamos até uma garrafa para levar para casa.

No pub de Gaspe (Brise Brise) tivemos a sorte de beber a famosa Nordet IPA da Auval, considerada a 3ª melhor IPA do mundo segundo o site Rate Beer.

Cervejas degustadas:
cervejaria-auval-roche-perce
Cervejaria Auval – crédito: Lucas CN
melhor-cervejaria-canada
Visita técnica – crédito: Lucas CN
cerveja-auval-canada-quebec
Seleção Auval – crédito: Lucas CN
premios-awar-auval-crevejaria
Premios da cervejaria – crédito: Clau B.

 

#6 Pit Caribou

Na volta da cervejaria Auval, que fica mais afastada do centrinho de Roche Percé, paramos na fabrica da Pit Caribou, uma das mais antigas da região. Sua expansão é visível. Eles contam com uma grande cervejaria e um pub para receber os visitantes.

Além da cervejaria, eles tem o pub Pit Caribou no centro de Roche Percé, onde todas as cervejas são vendidas na torneira.

O pub não tem é serviço de restaurante, porém você pode ir no mercadinho ao lado, comprar o que quiser e eles oferecem pratos e talheres para sua refeição.

Cervejas degustadas:
cervejaria-pit-caribou-roche-perce-rock
Pub Pit Caribou (Perce) crédito: Claudia B.
menu-pit-caricou-roche-perce-rock-rota-da-cerveja
Menu Pit Caribou – crédito: Claudia B.
cervejar-pit-caribou-rota-da-cerveja-canada
Seleção Pit Caribou – crédito: Lucas CN
cervejaria-pit-caribou-rota-da-cerveja-canada-quebec
Cervejaria Pit Caribou – crédito: Claudia B.
pit-caribou-roche-perce-rock-rota-da-cerveja-canada
Pit Caribou , Roche Percé – crédtio: Lucas CN

 

#7 Le Naufrageur

Le Naufrageur fica localizada na cidade de Carleton Sur Mer, quase 3 horas em direção sul da península de Gaspesie.

Famosa e reconhecida cervejaria artesanal, a brassagem deles é mais puxada para um estilo Inglês/Irlandês onde o malte prevalece.

Na cidade nos hospedamos em um ótimo hotel com excelente preço (baixa temporada), o hotel foi o Manoir Belle Plage. Não tem como não citar também o maravilhoso restaurante de frutos do mar que jantamos, o Marine D’eau Douce

Cervejas degustadas:
cervejaria-le-naufrageur-rota-da-cerveja-canada-gaspesie
Cervejaria Le Naufrageur – crédito: Claudia B.
crvejas-le-naufraguer-rota-da-cerveja-canada-gaspesie
Cervejas Le Naufrageur – crédito: Lucas CN

 

#8 La Captive

Acordamos no outro dia, sem pressa, mas sem muito esperar, pegamos estrada de novo, para almoçarmos na nossa oitava cervejaria artesanal, a La Captive na cidade de Amqui, já quase encerrando o circuíto cervejeiro.

A La Captive oferece constantemente show ao vivo e aparentemente é um ótimo ponto para Happy Hour. Cervejas e burgers aprovados!!

Cervejas degustadas:
cervejaria-la-capitve-rota-da-cerveja-canada
Cervejas La Captive – crédito: Claudia B.

 

#9 Le Secret des Dieu

Nossa última cervejaria artesanal, ficou no nosso top 3 entre sabores e criatividade.

Cervejaria que fica nos fundos de uma igreja católica. Igreja ativa com missas regularmente aos finais de semana, no fundo para o bar   ”O segrego dos Deuses”.

A pequena cidade canadense de Estcourt, fica bem na divisa com os EUA, a cervejaria é gerenciada por duas mulheres, notamos que o lugar é um sucesso!

O bar, as cervejas e a comida foram além das expectativas. Temos que confessar que nesse bar também foi mais que degustação.

Cervejas degustadas:
igreja-cervejaria-le-secret-dex-dieu
Igreja / Cervejaria Les Secrets des Dieu – crédito: Lucas CN
cervejaria-artesanal-les-secret-dex-dieu-rota-da-cerveja
Cervejaria Les Secret des Dieu – crédito: Lucas CN
cerveja-le-secret-de-dieu
Cervejas Les Secret des dieu – crédito: Lucas CN

 

Vale saber
*Quem dirigia apenas degustava half pint e comendo algo junto. A responsabilidade é sua quando beber e dirigir

 

Turismólogo de profissão, Lucas é o faz de tudo no Boralá (inclusive escrever em 3ª pessoa, rs), desde montar o site, otimizar os texto, tratar cada foto, mídia social etc… Lucas se diverte criando, escrevendo e claro, viajando.
Compartilhar

14 COMENTÁRIOS

  1. Eu não bebo mas imagino que os locais onde ficam estas cervejarias devam ser muito legais. Eu adorei o estilo da Pit Caribou e também fiquei aqui imaginando como deve ser deliciosa esta pousada onde vocês ficaram. Que passeio legal!

  2. Sensacional meus queridos! Adorei o post e a road trip! Espero um dia ter a oportunidade de conferir de perto! Vou ficar de olho por aqui, se encontrar alguma delas vou comprar! Um grande abraço!

  3. Eu bem que queria um chá da tarde onde o bolo seria em forma de mexilhões! rsrsr Amei este roteiro, principalmente pelas paisagens! Achei cada uma mais incrível, pitoresca e apaixonante que a outra.

    Eu não sou uma bebedora de cervejas, mas faria esta rota facilmente pois adoro provar, experimentar os novos sabores. Isso faço com certa frequencia. 🙂

  4. Meu marido iria adorar fazer esse passeio. Adorei, quando formos ao Canadá já temos a rota prontinha. Cerveja artesanal é tudo de bom!

    • Pedro, o Canadá manda MUITO bem no quesito cerveja artesanal. Já visitamos perto de 20 micro cervejarias por aqui, uma melhor que a outra. Venha conhecer!!

      Valeu!!!

  5. Nunca imaginei uma rota da cerveja no Canadá.
    Que sensacional Adoro viagens temáticas e essa com certeza vai para a lista!
    Ainda mais que junta o útil ao agradável: viajar e beber cerveja! hehe
    Beijão!

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!