Allianz Arena, Munich

A post shared by Boralá (@boralablog) on

Roteiro de um dia
Munich em 10 horas



 

 

Saímos de New Delhi com destino a Montreal, mas no meio do caminho tivemos uma longa escala na Alemanha, em Munich. Foram 10 horas para desbravar a cidade. Na verdade, 10 horas de escala, então para visitar Munich mesmo, tivemos penas 7 horas.

A expectativa para conhecer o país da cerveja era grande, basicamente minha primeira vez no velho continente.

Tivemos como ajuda o post do Contando as Horas, que encontrei no Google horas antes de embarcar, ainda em Delhi. E seguindo os passos deles, ficou muito fácil saber o que fazer em Munich em um único dia.

um-dia-em-munich-dicas
Aeroporto Internacional de Munich

 

Roteiro de 1 dia em Munich 

Como chegar

Desembarcamos, facilmente passamos pela alfandega e estavamos na saída do aeroporto internacional de Munich comprando nosso passe de trem.

Dica

Trem é sem dúvida a melhor opção de transporte em Munich

O Trajeto aeroporto – centro custava mais de 80 euros de taxi, Uber beirava os 60 euros, isso só para ir. Já com o trem (metrô) pagamos apenas 23,50€ para usar em todas as linhas de trem, metro e ônibus até as 6 horas da manhã do dia seguinte, isso para nós dois.

Esse valor é a chave para os turistas na cidade, o valor é para grupo de até 5 pessoas por ticket. Sistema muito conveniente para nós viajantes. Caso estivesse sozinho, o valor seria de 11 euros.

O metrô de Munich é operado pela MVV (informações e valores atualizados), possue dois serviços, o U-Bahn, metro dentro da cidade que te leva aos atrativos (allianz arena, Oktoberfest, museus e parques) e o S-Bahn, linha que vai até os subúrbios de Munich, incluindo o aeroporto internacioal. Para sair do aeroporto, basta seguir a indicação S, assim como na foto anterior.

mapa-metro-de-munich-roteiro-de-viagem
Informativos nas estações do metrô Munich – crédito: Lucas CN

Para comprar sua entrada basta ir até os guichês automáticos localizado nas entradas das estações. Há a opção de pagar com cartão ou dinheiro. Caso esteja viajando sozinho, compre o Single Day Ticket. Se estiver com até 5 pessoas, o mais indicado é o Group Day Ticket.

  • Single Tageskarte Gesamtnetz Ingresso único custa 11€ por dia
  • Partner Tageskarte Gesamtnetz – Ingresso para grupo de até 5 pessoas custa 23:50€

A MVV também facilita a vida do usuário vendendo tickets online ou por aplicativo em smartphones. Empresa de transporte muito moderna e o curioso que não existem catracas nas estações, não há ninguém conferindo seu ticket, nada, tudo na base do respeito e confiança, mesmo comparando com Montreal, a cidade que vivemos.

Dica

As multas são caras e podem ser severas na Alemanha
Não faça economia besta, compre sua entrada mesmo não tendo fiscalização

 

O que fazer

Do aeroporto (linha S-8 – amarela) até MariePlatz, o centro histórico, são 10 estações, o que levou uns 40 minutos até o centro turístico de Munich.

Munich é uma cidade repleta de atrativos, claro que não conseguimos fazer tudo o que a cidade oferece, foram poucas horas para uma cidade de história centenárias, mas nas 10 horas que tivemos, com um bom plano em mãos, visitamos diversos atrativos.

Segue a lista do roteiro de 1 dia em Munich.

roteiro-o-que-fazer-um-dia-munich
Marieplatz, Old Town Hall – crédito: Claudia B.

 

Atrativos

1ª parte

 1- Marieplatz (praça histórica central)
 2- Peterskirche (igreja histórica)
 3- Victuals Market (feira de rua)
 4- Frauenkirche (igreja histórica)
 5- Odeonsplatz(praça histórica)
 6- Munich Residenz (palácio histórico)
7- St. Michael Kirche (igreja histórica)

2ª parte

 7- Allianz Arena (estádio do Bayern de Munich)
 8- Paulaner bar e restaurant (cervejaria centenária)

 

Parece muita coisa para 7 horas, mas a primeira parte do roteiro de um dia fizemos em 2 horas de caminhada pelo centro-histórico. Tudo é muito perto um do outro. Claro, é possível gastar muito mais tempo, mas dois fatores nos fizeram encurtar a visita. O tempo que tínhamos na cidade e gelada manhã que fazia.

Desembarcamos em Munich às 5:40 da manhã, às 6:50 estávamos pegando o trem para o centro, às 7:30 da manhã chegamos em Marieplatz.

Mariplatz-munich-um-dia-roteiro
Marieplatz, New Town Hall – crédito: Claudia B.
prefeitura-town-hall-munich-roteiro
Prefeitura de Munich – crédito: Lucas CN

Ao sair da estação de trem, demos de cara com o imponente prédio da prefeitura em sua arquitetura gótica datado de 1874 o Neue Rathaus ou New Town Hall . A antiga prefeitura, Altes Rathaus ou Old Town Hall, fica logo ao lado. Bonita, com charme mas não impressiona com a nova.

Prédios históricos, monumentos e igrejas se encontram espalhados por toda o centro antigo de Marieplatz, Munich, muito perto um dos outros.

Por ser muito cedo, tudo estava fechado, adicionando o frio, fez com que andássemos rápido. Mesmo com as mãos congelando, tiramos muitas fotos em nossas caminhadas. Passamos pela feira Victuals Market, andamos também pelas estreitas ruas com arquiterura pitoresca e cruzamos por algumas igrejas: 

  • Peterskirche ou igreja de São Pedro, a primeira da cidade. Depois da primeira versão de 1158, em 1368 foi erguida a igreja que vemos hoje.
  • Frauenkirche, uma das mais famosas igrejas de Munich, é conhecida por conter a pegada do Diabo na sua entrada (lenda) mas estava fechada para reforma.
  • St. Michael Kirche, igreja Jesuita com estilo barroca de 1583, pegamos o começo de uma missa de domingo para nos esquentar do frio antes de seguirmos caminhada
igreja-de-sao-pedro-munich-peters church
Igreja de São Pedro (St. Peter’s) e a torre da antiga prefeitura – crédito: Lucas CN
roteiro-munich-igrejas-Michael-kircher
Igreja St. Michael Kirche – crédito: Lucas CN
odeonsplatz-feldherrnhalle-munich-roteiro
Odeonsplatz, monumento Feldherrnhalle – Crédito: Lucas CN

Nosso último atrativo no centro histórico foi Odeonsplatz, uma praça menor onde passamos por Feldherrnhalle, monumento de honra do exército da Bavária. Logo ao lado fica o Munich Residenz, palácio da monarquia da Bavária com mais de 130 salas do século 17.

Não tivemos tempo de entrar, mas dentro do Palácio há também um lindo museu, o Residence Museum, parece ser algo que vale a pena. E pra finalizar, nossa última igreja, a Theatinerkirche, também no complexo de Odeonplatz.

De Odeonplatz partimos de metrô para o estádio Allianz Arena do Bayern de Munich. São 10 estação na U6 azul, em um carro de metro muito moderno, silencioso e rápido. O ponto de para é a estação Fröttmaning. Ao sair da estação já se vê o lindo estádio.

 

allianz-arena-munich-roteiro-atrativos
Allianz Arena – crédito: Claudia B.

Como ir para o estádio Allianz Arena do centro de Munich

Metro Linha U6 Azul:
Odeonplatz → Fröttmaning
20 minmapa – 

Pra voltar foram mais 20 minutos e estávamos de volta a nossa última parada do roteiro de um dia em Munich.

Havíamos visitados prédios e monumentos históricos, o estádios e diversas igrejas. Estava faltando algo que nos importa e gostamos muito. Especialemente se tratando de Alemãnha.

Não tem como não citar a forte influência que a cerveja tem na região. O centro de Marieplatz é repleto de bares e quiosques de cervejas, vimos pessoas bebendo às 7 da manhã provavelmente sua primeira garrafa do dia.

hofrau-beer-truck-munich
Beer truck, Munich – crédito: Lucas CN
bar-paulaner-munich
Paulaner – crédito: Lucas CN
paulaner-cervejaria-munich
Cervejaria Paulaner – crédito: Lucas CN

Escolhemos nosso bar pela conveniência e logistica do roteiro. Fomos comer e beber no Bar e Restaurante Paulaner im Tal. Já conhecíamos o produto, mas nada como tomar da torneira em casa. Bebemos uma Weißbier e uma Dunkel e para comer a especialidade da casa, joelho e picado de porco com batatas. Ótima pedida!

Existem vários deles espalhados por Munich, escolhemos novamente o da praça MariePlatz, e dessa vez sentir um pouco da vida do local. O que se ve muito andando pelas ruas de Munich são food trucks de cervejas, estão por todos os lugares.

Queriamos ter visitado a Weihenstephan, a primeira cervejaria do mundo, pelo meno nos registros, datada de 1040. A cervejaria fica a 15 minutos do aeroporto, mas só abre para visita as segundas, terças e quartas feiras com visita agendada às 10:00 am.

Nem mesmo a Hofbrauhaus cervejaria nós conseguimos visitar, e essa fica no centro de Munich, praticamente em Marieplatz. 7 horas foram excelentes para quem não conhecia a cidade, mas Munich merece mais. Uma ótima razão para voltar seria a Oktoberfest! 🙂

Mesmo não vendo tudo, queremos compartilhar outros pontos turísticos da cidade que merecem ser visitados caso você tenha mais tempo.

ruas-de-munich-roteiro-um-dia
Munich – crédito: Lucas CN

 

Outros atrativos

– Weihenstephan (cervejaria)
– Olympiapark München (parque Olímpico)
 Sendlinger Tor (portal histórico)
– Hofbräuhaus München (cervejaria de 1587)
– Nymphenburg Palace (palácio barroco)

– BMW Museum (museu da BMW)

– Bavarian National Museum (Museu da Bavária)
– Oktoberfest (maior festival da cerveja mundial)
cidade-de-munich-roteiro-um-dia
Munich, – crédtio: Lucas CN
roteiro-um-dia-munich-borala-blog-de-viagem
Prost! Boralá Blog
Turismólogo de profissão, Lucas é o faz de tudo no Boralá (inclusive escrever em 3ª pessoa, rs), desde montar o site, otimizar os texto, tratar cada foto, mídia social etc… Lucas se diverte criando, escrevendo e claro, viajando.
Compartilhar

4 COMENTÁRIOS

  1. Munique é uma cidade incrível. Marienplatz é cheia de atrativo, sem contar que é uma chance de provar algumas das melhores cervejas. Vocês aproveitaram bem essa escala. Muito boa dica!

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!