Dicas de Viagem

 

Precisei e tomei minha vacina contra febre amarela em 2008, quando na ocasião fui com alguns amigos para o Parque Estadual do Ibitipoca em Minas Gerais. Mas só em 2015, eu precisei do certificado para poder viajar para um outro país.

A vacina contra a Febre Amarela é exigida para diversos destinos turísticos do Brasil e do Mundo.

Para o Brasil é altamente recomendado em todo o Norte e Centro-Oeste, principalmente para quem vai ao Pantanal e à Floresta Amazônica. Para algumas regiões do Nordeste, Sudeste e até do Sul também é recomendada a dose da vacina contra a febre amarela,  mesmo que o risco aqui seja menor.

O bom da vacina de Febre Amarela é que a sua validade é de 10 anos, então, depois de tomá-la, você poderá utilizar a mesma dose para diversas viagens até ter de tomá-la novamente.

Para algumas viagens Internacionais é necessário emitir o Certificado Internacional ANVISA de Febre Amarela.

Alguns países exigem esse certificado na entrada junto à alfândega, este detalhe vai além de uma simples exigência, é um cuidado de segurança para a sua viagem.

→ lista da ANVISA de países que exigem o certificado

 

Os países com maior risco de Febre Amarela estão na Ásia tropical, América do Sul e América Central, Oceania e África. Países que tem condições perfeitas para a proliferação do mosquito transmissor.

→ lista de países completa e atualizada segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

 

Onde tomar a vacina contra Febre Amarela?

Vale saber

A 1ª vez que tomar a vacina, é preciso aguardar 10 dias para a vacina fazer efeito. Se está repetindo a dose, na 2ª vez ou mais, a espera de 10 dias não é necessária.

Para tomar a vacina de Febre Amarela, é preciso se dirigir ao posto de saúde de sua cidade, que foi o que fiz.

A dose é gratuitamente oferecida pelo Ministério da Saúde em qualquer época do ano e para todo o cidadão brasileiro. Para tomá-la, basta levar seu documento de identidade.

 

Como e onde emitir o Certificado Internacional de vacinação ANVISA -Febre Amarela?

O Certificado Internacional de vacinação é muito fácil de ser emitido, mas para isso, é necessário estar na cidade certa, pois não são todas as cidades brasileiras que emitem o certificado.

No meu caso, tirei o certificado no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Para quem não é de São Paulo, é possível consultar a lista completa de estados segundo a ANVISA . Para quem é do estado de São Paulo, aqui estão os  Centros de Orientação de Viajantes.

  • Para obter o certificado você vai precisar: Cartão de vacinação completamente preenchido com: Data da vacinação – Identificação da Unidade de Saúde – Lote da vacina – Assinatura do Profissional
  • Documento de identidade oficial com foto: Carteira de identidade, CNH, passaporte, etc.
  • Cadastro no site da Anvisa. Eles pedem para fazer antecipadamente e já ”pré reservar”o local onde será feito o certificado, mas isso não é uma exigência. Nos postos dos aeroportos, por exemplo, tem computadores onde é possível fazer o cadastro enquanto aguarda a vez para ser atendido.

Foi muito fácil e rápido retirar o Certificado Internacional de Vacinação ANVISA de Febre Amarela. A validade do meu é 2018, já que a primeira vez que tomei foi em 2008. Use nossas dicas para fazer seu certificado e boralá viajar com uma preocupação a menos.

 

certificado-internacional-de-vacinação-anvisa-de-febre-amarela
Certificado Internacional de vacinação  ANVISA – Febre Amarela

Alguma outra dica? Compartilhe com a gente nos comentários.

Turismólogo de profissão, Lucas é o faz de tudo no Boralá (inclusive escrever em 3ª pessoa, rs), desde montar o site, otimizar os texto, tratar cada foto, mídia social etc… Lucas se diverte criando, escrevendo e claro, viajando.
Compartilhar

2 COMENTÁRIOS

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!